SEGUIDORES

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

GUNS & ROSES NA RÁDIO ROCK DO JUMA E NO ROCK IN RIO


Li hoje, cinco matérias sobre a apresentação do Guns & Roses ontem, no Rock In Rio.
Todas, sem excessão, "desceram a lenha".
Falaram mal da banda, de Axl Rose, da sua falta de voz, dos solos longos dos guitarristas.
Passaram-se mais de 20 anos desde que o Guns estava no auge, com músicos jovens, cheios de vigor, e na melhor fase da banda.
Certamente a maioria dos que escreveram sobre o show de ontem, era meninos na época do grande sucesso, de Axl, Slash, do Guns.
O que a mídia esperava? Um Axl Rose, novinho, magro, com todo o vigor da juventude e toda a força de sua voz?
Apesar da voz não ser mais a mesma, apesar de Chinese democracy não ter feito o sucesso dos álbuns anteriores, eu gostei.
Com chuva, com o público cansado, o que eu vi foram ótimos músicos.
                                                           
Os guitarristas "moeram". Bons técnicamente, bons de improviso, ágeis e afinados.
Richard Fortus - Rhon Thal,  DJ Ashba deram um show de guitarra, dificilmente visto. Tanto que a TV focou muito neles, tamanha era a categoria dos solos.
Alguns fãs da banda, acostumados com as músicas da época da glória, da grande fama, reclamou que desconhecia parte das músicas.
Mas, o tempo passou. Mudou tudo, as músicas, a idade, a potência da voz, mas eles estavam lá: Firmes e bons.
Parabéns à todos os integrantes do Guns & Roses, que com Slash ou sem, tocou muito.