SEGUIDORES

terça-feira, 7 de junho de 2011

A MÃE DO JUMA..DO BETO...DA BEL...E DA ZUCA !

Corria o ano de 1930. Distrito do Tigre, em Imbituva - Paraná.
Uma luz divina desceu à terra, e junto trouxe um ser maravilhoso.
Nasceu franzina, magra,a segunda da prole de Carolina Stoklos, minha avó.
E assim essa pequena e doce menina, foi crescendo e aprendendo com a dura vida que tinha.
Tomava leite uma vez por semana, quando seus tios traziam um mísero litrinho.
Seu pai, alcoólatra, abandonou a família, deixando a pequena menina, suas irmãs e esposa.
Moravam num casebre aos fundos da escola, onde sua mãe Carolina era professora.
Essa pequena jovem, com 13 anos foi trabalhar em Irati com seu tio João Stoklos.
Aos 13 anos já era radio técnica. Aos 13 anos já era excelente vendedora de rádios, e outras mercadorias na loja de seu tio.
Quando casou com João Durski, vieram para Campo Mourão iniciar nova vida, numa região inóspita.
Essa mulher grávida, esperando esse blogueiro nascer, vendia peças de automóveis. Ela já entendia de mecânica, fato até hoje mencionado pelos mecânicos antigos daqui, já idosos.
E assim, ela foi crescendo, adquirindo , ganhando, mas principalmente ajudando.
Foi a maior altruísta que conheci. Mandou com recursos de seu bolso, mais de 100 pessoas à Curitiba,para tratamento médico.
Jamais negou auxílio à quem quer que fosse! Jamais.
Quando pequeno, certa feita, a vi tirar o casaco e dar a uma pobre mulher que tremia de frio na rua.
Ela trabalhava, cuidava dos filhos, transmitia otimismo à todos, e dedicava-se a ajudar, ajudar e ajudar....
Quando seu pai reapareceu, 20 anos após, ela foi a única filha a acolhê-lo, a perdoá-lo.

                                                                 
Deu casa, comida, vestes e carinhosamente o chamava de papai.
Em sua nova loja "A Musical' haviam verdadeiras romarias de pessoas a vir cumprimentá-la, a exaltar sua bondade, a agradecer seus préstimos.
Sua alma era pura como águas cristalinas.....]

                                        
Sempre tive orgulho, e pensava: A melhor coisa de minha vida é essa mulher....
É à ela, a quem orgulhosamente, com alegria ......chamo de minha Mãe!
Ser seu filho, valeu a pena ter nascido, e viver sabendo que sou seu filho....é antecipar a ida ao paraíso.
Dona Odete.......te amo com todas as forças de minh'alma!