SEGUIDORES

quinta-feira, 24 de março de 2011

VIOLA DE COCHO POR TANIA KIEDZERSKI *****

  Tania é de Campo Mourão, mora em Cuiabá, e vai nos contar um pouco desse instrumento tão popular naquela região, feito à mão, com características interessantes
Viola-de-cocho:
São cinco cordas, cinco continentes. A súmula dos judeus, árabes, mouros, africanos, portugueses e indianos. Na verdade, a viola-de-cocho é uma autêntica Arca de Noé onde estão reunidas todas as culturas em harmonia. Vieram nessa verdadeira caravela que é a viola-de-cocho."
Abel Santos.( Maestro mineiro de Uberaba).
A
Viola-de-Cocho é um instrumento musical encontrado nos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do sul.
 Recebe este nome por ser confeccionada em tronco de madeira inteiriço, esculpido no formato de uma viola e escavado na parte que corresponde à caixa de ressonância. Esse instrumento é feito da mesma maneira como se faz um cocho, objeto lavrado em um tronco maciço de árvore usado para colocar alimentos para animais na zona rural. Nesse "cocho" é afixado um tampo e as partes que caracterizam o instrumento, como o cavalete, o espelho, o rastilho e as cravelhas. A Viola-de-Cocho foi reconhecida como patrimônio nacional, registrada no livro dos saberes do patrimônio imaterial brasileiro em dezembro de 2004.
O FURO: Algumas violas possuem um pequeno circular no tampo, medindo de 0,5 a 1 cm de diâmetro, outras não. A viola sem furo é recente. Segundo alguns violeiros, a viola com furo dava muito trabalho, porque sempre entravam, por este furo, aranhas e outros animais, prejudicando o som do instrumento. 
A viola-de-cocho possui sempre cinco ordens de cordas, denominadas prima, contra, corda do meio, canotio e resposta.
 São afinadas de dois modos distintos, Canotio solto (de baixo para cima, ré, lá, mi, ré, sol -) e Canotio preso (de baixo para cima, ré, lá, mi, dó, sol -).