SEGUIDORES

domingo, 6 de março de 2011

A RIQUEZA ILUSÓRIA *****

 Grande parte das pessoas, apregoam a fé em Deus, apregoam a humildade, a simplicidade, e outros adjetivos que representem uma vida simples, desprovida de   desejos materiais. Porém, na prática, observamos que essas mesmas pessoas correm atrás do dinheiro, dos poderosos e os ricos. Idolatria ao dinheiro, ao poder,à ganância.
Citam e recitam trechos bíblicos como uma forma de mostrar ao povo, sua fé inabalável.
Sim, idolatria aos ricos! E aquele trabalhador humilde, limpando o lixo da cidade, aquele mineiro sujo de carvão.....esses são lembrados? São exaltados na mídia?
Claro que não! Não dá "IBOPE".
Uma grande virtude na vida das pessoas é a autenticidade, mas essa, falta à grande maioria. Tristes povos!

Homens assim, jamais devem falar "valeu a pena ter vivido", pois viveram na falsidade,foram vítimas de um ego dominador, foram vítimas da falta de inteligência.
   A riqueza pode tornar-se um vício, quando jamais satisfaz o viciado, que se sente impulsionado a ficar cada vez mais rico.
   A satanização da riqueza é uma antiga estratégia religiosa para pacificar os pobres.
     

E a santificação da pobreza para dar-lhes esperança de uma vida melhor depois da  morte.  No entanto, a pobreza muitas vezes gera a revolta e a inveja.
    Os ricos, apesar de satanizados, não querem perder a riqueza. E os pobres, na sua maioria, não aceitam a pobreza, a menos que sejam anestesiados por promessas religiosas.
"Carpe Diem"

Juma Durski