SEGUIDORES

segunda-feira, 13 de junho de 2011

ACDC..........POR ARIADNE CORINA*****

 Quando João Marcos Durski me convidou para participar do blog, não pensei duas vezes, aceitei de imediato. Depois que comecei a publicar matérias para o Blog do Juma, só aumentou o meu conhecimento sobre o Rock n' Roll. Isso não é um job, é um Hobbie. O Blog do Juma é muito interessante para expandir conhecimentos sobre astros do Rock. E indico pra galera.

História do AC/DC

Angus e Malcolm foram apresentados ao cenário do Rock n’ Roll por seu irmão mais velho, George. Ele se tornou um grande astro na Austrália em meados da década de 60 com um grupo chamado Easybeats. Isto deixou uma impressão nos dois irmãos mais novos e
os dois acabaram aprendendo a tocar guitarra, tomando lições de George quando este não estava em turnê. Depois eles montaram a sua própria banda.

Malcolm participou de algumas bandas de garagem que não chegaram a lugar algum. Em 1971 chegou a participar do Velvet Underground. Angus, por seu lado, montou uma banda chamada Tantrum. As únicas apresentações foram em festas escolares. Isto durou até 1973 quando ambos se juntaram para formar o AC/DC.
                                           Ariadne Corina

A estréia do AC/DC ocorreu na festa de ano novo de 1973 no clube noturno Sydney's Chequers. A formação inicial da banda era: Angus na guitarra solo, Malcolm na guitarra base, Colin Burgess na bateria, Van Knedt no baixo e Dave Evans nos vocais. A formação sofreu diversas alterações.

O álbum de estréia do AC/DC, High Voltage foi gravado em apenas 10 dias. O álbum foi lançado na Austrália em Fevereiro de 1975. Phill Rudd e Mark Evans foram chamados para assumir a bateria e baixo. As gravações de TNT foram lançadas em alguns países apenas como parte integrante do álbum High Voltage.

Let There be Rock saiu em 1977. É deste disco um dos maiores clássicos da banda, presente em todos os shows desde então, Whole Lotta Rosie. Durante a turnê uma briga entre Angus e Mark levou este último a abandonar a banda. Não se tratou de diferenças musicais ou coisa parecida, e sim de uma briga de verdade, com os punhos, aparentemente por causa de uma mulher.

O AC/DC não teve problemas em conseguir um novo baixista. Rapidamente contrataram Cliff Williams, que está na banda desde então. 
                                                

Finalmente gravaram o que é considerado o melhor disco da era Bon Scott, Highway to Hell, em 1979. O título é uma referência (e uma sátira, claro) a Stairway To Heaven, do Led Zeppelin. Vem deste disco (pelo título e por causa da gravura da capa) a fama de satanistas do AC/DC. Os boatos de pacto com o diabo e de que a banda seria uma má influência para a juventude foram reforçados quando um famoso assassino que se entitulava Night Crawler foi preso e se declarou fã da banda.

O AC/DC estava recebendo sua merecida popularidade mundial quando uma tragédia aconteceu. Em 19 de fevereiro de 1980 o vocalista da banda, Bon Scott, foi achado morto no banco de trás do carro de um amigo.

A questão era decidir se deveriam continuar. Malcolm e Angus rapidamente decidiram que deveriam, e começaram a procurar o substituto em março. Muitos se apresentaram, mas nenhum parecia o artista certo por uma razão ou por outra. Um fã de 14 anos de Chicago enviou uma carta ao AC/DC recomendando o cantor Brian Johnson, que tocava na banda Geordie. Malcolm lembrou de ter assistido a um show da banda Geordie e que o próprio Bon havia comentado sobre que grande cantor Brian Johnson era. A banda fez uma audição com Johnson e pronto.

O próximo álbum da banda, Back in Black, foi uma obra de arte. Bon havia escrito 15 músicas antes de sua morte, mas todas as composições foram abandonadas. A banda achava que não seria certo que outra pessoa cantasse as músicas de Bon, então compuseram o álbum inteiro novamente. O álbum foi lançado em julho de 1980, com uma capa preta como tributo a Bon Scott. Esta gravação se tornou o disco heavy metal mais vendido, mais de 10 milhões de cópias.

O AC/DC alcançou o auge da fama por volta de 1981. Dirty Deeds Done Dirt Cheap foi finalmente lançado nos Estados Unidos e rapidamente se tornou um sucesso, chegando a vender mais que Back in Black durante algum tempo. Eles finalmente eram super-stars.

·         CURIOSIDADES:
Nos primeiros dias, o AC/DC era realmente um negócio de família. Foi a irmã de Angus e Malcolm que teve a idéia do uniforme escolar de Angus. “Ela sempre dizia 'Angus chega correndo em casa, pega sua guitarra e sai pela porta, ainda com a roupa da escola' ou eu sempre estava em casa trancado no meu quarto martelando a guitarra”, disse o guitarrista. "Minha irmã sempre se recordava de me ver usando o uniforme escolar quando estava com a guitarra. Ela disse: 'porque não mantém o uniforme? Desta forma, as pessoas terão algo para olhar'".

A Rosie da faixa "Whole Lotta Rosie" do AC/DC existiu na vida real. Tratava-se de uma mulher natural da Tasmânia, possuidora das dimensões descritas na música, que Bon Scott conheceu (e com o qual passou uma noite) em Melbourne, Austrália... e anos depois por ocasião de uma apresentação da banda naquele país Bon reencontrou a tal mulher, que todavia havia feito um regime bravíssimo, e perdido boa parte de sua "robustez"... Bon comentou com os caras da banda que ficara extremamente decepcionado...