SEGUIDORES

sexta-feira, 8 de abril de 2011

ROCK 'N 'ROLL - CLUBE DOS 27 - A MORTE *****


Clube dos 27
Kurt Cobain morreu aos 27 anos de idade, ingressando, assim, num seleto grupo de artistas que deixaram o mundo com o mesmo tempo de vida. No dia 18 de setembro de 1970, Jimmy Hendrix morreu em Londres, sufocado pelo próprio vômito, depois de consumir LSD, anfetaminas e sedativos.
O mundo mal digeria a morte daquele que é considerado por muitos o maior guitarrista de todos os tempos quando, 16 dias depois, em 4 de outubro de 1970, perdeu a principal intérprete feminina daquela geração. Janis Joplin fora vítima de uma overdose de heroína num pequeno hotel de Hollywood.
No ano seguinte, a música perdia outro grande artista. Após enfrentar uma depressão e problemas com a polícia, Jim Morrison resolveu deixar os EUA por uns tempos, com destino a Paris, onde ficaria com a namorada Pamela. Na capital francesa, no dia 3 de julho de 1971, foi encontrado morto em sua banheira, após sofrer uma parada cardíaca. Seu envolvimento com drogas também era público e notório.
Assim, em menos de um ano, o pop-rock perdeu numa só tacada seu maior guitarrista, a mais bela voz feminina e um de seus grandes poetas. Passados 23 anos, Kurt Cobain, o maior ídolo recente da música, juntou-se ao grupo. Numa entrevista da época, reproduzida na edição de abril de 2004 da revista Q, a mãe de Kurt Cobain, Wendy Fradenburg Cobain OConnor, disse que pediu ao filho que ele não fizesse parte dessa lista macabra. Infelizmente, Kurt Cobain ignorou os apelos da mãe.
"Agora ele se foi e se juntou àquele clube estúpido. Eu falei  para ele não se juntar a este clube estúpido. Eu nunca mais vou segurá-lo novamente. Eu não sei para onde ir." (Wendy Cobain OConnor).